Junqueira Freire é

Inspirações do claustro (trechos)

Aqui já era noite... eu reclinei-me
Nas moles formas do virgíneo seio:
Aqui sobre ela eu meditei amores
Em doce devaneio.

Aqui inda era noite... eu tive uns sonhos
De monstruosa, de infernal luxúria:
Aqui prostrei-me a lhe beijar os rastros
Em amorosa fúria.

...

Aqui era manhã... via-a sentada
Sobre o sofá voluptuosa um pouco:
Aqui prostrei-me a lhe beijar os rastros
Alucinado e louco.

...

Aqui oh quantas vezes! ... eu a tive
Unida a mim a derreter-se em ais:
Aqui ela ensinou-me a ter mais vida,
Sentir melhor e mais.

Aqui oh quantas vezes!... eu a tive
Em acessos de amor desfalecida!
Lasciva e nua a me exigir mais gostos
Por sobre mim caída!


ç
Use as setas para folhear as páginas è